03 maio 2016

A luta interior do pregador

Quem anuncia o Evangelho tem pés formosos, é um privilegiado; é assim que me sinto, e essa glória ninguém a tira de mim. Porém, ninguém conhece os conflitos interiores de um pregador senão ele mesmo. Quando chamado para libertar o povo de Israel do Egito, Moisés pediu que Deus enviasse outro porque ele se sentia desqualificado. Mas, o Senhor lhe disse: "Vai, pois, agora, e eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar". E ele foi. Quando Deus convocou o profeta Jeremias, a reação dele foi: "ah! Senhor Deus! Eis que não sei falar, porque não passo de uma criança". Mas o Senhor lhe disse: "Não digas: Não passo de uma criança; porque a todos a quem eu te enviar irás; e tudo quanto eu te mandar falarás". Mais tarde Jeremias lamentou e chorou muitas vezes pelo seu ministério. Servia de escárnio todo dia diante do povo. Chegou ao ponto de pensar em parar de falar como pregador. Mas esse pensamento atingiu seu coração como um fogo ardente alcançando seus ossos e lhe fazendo sofrer. Isso aconteceu com Amós um profeta rude e também com Paulo um apóstolo culto e tem acontecido com todos que verdadeiramente anunciam o Evangelho. Eu conheço os conflitos de Moisés, Jeremias, Amós e Paulo. Sei que não sou um pregador polido e uso palavras grosseiras que poderiam ser evitadas, mas não é o que acontece quando estou pregando. Assim vou seguindo. Se não sou uma trombeta de ouro, me contento em ser uma trombeta de chifre de carneiro. De uma coisa eu tenho certeza: não estou como tantos outros, mercadejando a palavra de Deus; antes, em Cristo é que falo na presença de Deus, com sinceridade e da parte do próprio Deus.
5 Antonio Francisco: A luta interior do pregador Quem anuncia o Evangelho tem pés formosos, é um privilegiado; é assim que me sinto, e essa glória ninguém a tira de mim. Porém, ninguém c...

Nenhum comentário:

< >